Como Fazer Cerveja Artesanal Passo a Passo

Tempo de leitura: 7 minutos

Como fabricar cerveja artesanal

Cerveja é uma das 10 maravilhas do mundo, desde o Egito antigo, que foi quando ela foi criada. De início, a cerveja foi feita artesanalmente, feita em pequenas vilas ao redor do rio Nilo.

Era uma vitamina que dava energia aos trabalhadores. De certo modo, acredito que a quem quer saber como fazer cerveja artesanal passo a passo, deve entender que a cerveja é um estimulante, algo que você toma para se sentir bem, com muita energia e bem feliz.

A única diferença é que hoje em dia a cerveja é consumida em um happy hour, na antiguidade ela era consumida antes do trabalho, como uma dose de ânimo a mais para ajudar na labuta diária.

Entendendo o método

E vamos ao trabalho! Há diferentes modos de se fazer cerveja artesanal. Como vimos, ela é um produto muito antigo, sendo assim, imaginemos a quantidade imensa de modos que ela já foi preparada. Hoje em dia a cerveja feita de modo artesanal se aproxima um pouco das cervejas que eram produzidas nos mosteiros alemães.

→ COMO FAZER CERVEJA ARTESANAL PASSO A PASSO

Então, o que vamos precisar? Primeiramente é muito importante que a pessoa que vai se aventurar a produzir uma cerveja artesanal goste do que vai produzir. De início, a cerveja artesanal é muito mais amarga (o que não é de modo nenhum algo ruim, vide as alemãs do tipo larger) e encorpada do que a que estamos acostumados no Brasil, no caso, me refiro as pilsen.

O que você precisa

Você, mestre cervejeiro, precisará de uma panela cervejeira, não é um mistério, e sim, vende-se kits cervejeiros, um fermentador e maturador, um airlock, um chiller de imersão e um termostato caseiro. Um dos ingredientes mais importantes é a água para cerveja, com o ph calibrado para cada uma das partes do processo de fabricação. Você pode usar a cevada, e fazer o processo para que ela se transforme em um maravilhoso malte, ou pode simplesmente comprar o malte diretamente pronto. Fica a gosto do cervejeiro. Também será necessário o lúpulo e a levedura.

Etapas sobre como fabricar cerveja artesanal:

Moagem do malte ou transformação da cevada em malte.

Brassagem, cozimento dos grãos em água quente.

Clarificação e lavagem do Mosto, para que haja um melhor processo de preparação dos grãos e partículas.

Fervura do Mostro, quando o sabor começa a aparecer.

Adição do lúpulo com o objetivo de obter o melhor aroma e o amargor desejado.

Resfriamento do Mostro.

Aeração do Mostro.

Inoculação da levedura.

Fermentação.

Maturação.

Carbonatação, aplicação de CO2 na cerveja.

E por fim, engarrafar ou envasar a cerveja.

O processo como um todo requer alguns esforços e claro, um bom conhecimento de química. Pelo metade dos procedimentos realizados no preparo de uma cerveja artesanal, englobam um conhecimento prévio de química e principalmente dos componentes necessários e suas particularidades.

Se pensarmos nas qualidades de uma bebida como esta e na gostosura de sabores possíveis, o trabalho hercúleo as vezes, passa a ser mínimo e por fim vale muito a pena.

Gostou da explicação sobre como fazer cerveja artesanal passo a passo?

Programa Eu Cervejeiro

Agora já pensou em fazer um curso onde você pode aprender tudo passo a passo e ainda ter o acompanhamento de um profissional da área durante todo seu crescimento? Conheça o Programa Eu Cervejeiro. Através do curso você poderá se transformar de um admirador de bebidas para um cervejeiro admirado.

Você também poderá fazer parte do grupo exclusivo no Facebook dos alunos do curso.

CLIQUE AQUI E ACESSE O PROGRAMA AGORA MESMO

Veja aqui o conteúdo do curso:

Módulo 1 – Equipamentos e ingredientes, 

Módulo 2 – Higienização, 

Módulo 3 – Escolas Cervejeiras, 

Módulo 4 – Fazendo a sua própria cerveja

Módulo 5 – Fermentação, 

Módulo 6 – Maturação e Envase, 

Módulo 7 – Elaboração de Receitas, 

Módulo 8 – Análise sensorial.

E ainda tem o BÔNUS ESPECIAL!
Clique abaixo para saber mais sobre o Programa Eu Cervejeiro:

QUERO CONHECER O PROGRAMA EU CERVEJEIRO AGORA MESMO

Investir no Mercado de Cervejas Artesanais vale a pena?

Eu desafio qualquer um a encontrar uma pessoa no seu próprio círculo de convívio que nunca tenha experimentado as saborosas cervejas importadas ou as artesanais. Nunca foi tão comum o brasileiro se sentir confortável com cervejas mais fortes ou encorpadas.

Enquanto a pilsen segue na linha de frente, principalmente devido ao calor extremo que faz no Brasil, pelo menos na maior parte dos estados, as cervejas com composturas mais acentuadas e com teor alcoólico mais elevado estão ganhando espaço nas cervejarias, pubs e na geladeira do brasileiro.

Avanços da cerveja

Isso é muito bom, a característica mudou, a cerveja passou a ser degustada, não serve mais somente para botequins (sem rancores, pois os adoro), bares e choperias, mas também de programas cults até discussões em barber shops. Muita coisa mudou!

A cerveja passou de loira para ruiva, negra, de rala para encorpada. É possível até mesmo definir os grãos na hora de beber, principalmente quando nos referimos a cervejas artesanais.

Mercado em Alta

Por que não investir em algo que está tão em alta? Não somente a nível mundial, pois o mercado brasileiro é tido como o terceiro maior mercado mundial de cerveja. Nosso consumo e consequentemente a imposição a produção artesanal própria corre a longas pernas, somos muito mais consumistas de cerveja do que los hermanos nostros, e um pouco menos consumistas do que os gigantes no produto, alemães, ingleses e irlandeses.

Com o aumento do consumo, a moda da vez é saber escolher. Saber o que tomar, em conjunto com cada prato e com qual temperatura correta, isso é hoje em dia uma preocupação para os amantes de cerveja, e é aí que entram os mestres cervejeiros produtores do Brasil. Não só mais no sul do país, mas também em diversas regiões, temos produtores artesanais. O negócio virou bem lucrativo e só tende a crescer.

Há certo primor nas cervejarias artesanais, a seleção dos ingredientes distintos, o minimalismo no preparo e nas partes do processo de feitura da cerveja, e até mesmo a escolha das logos e rótulos (hoje em dia algo fantástico de se ver) para o engarrafamento e rotulagem são super importantes e imprescindíveis.

As Gigantes

Cervejarias como a Colorado e Baden Baden são exemplos de que é possível até ganhar espaço entre as grandes no cenário internacional. Temos até mesmo uma associação brasileira de cerveja artesanal, a Abracerva, que tem alguns importantes dados sobre a produção de cervejas artesanais no Brasil. Para entrar no negócio você pode se afiliar e mãos a obra.

Temos no Brasil, desde 2000, um mercado em crescimento rápido. No Brasil já passamos da marca de pelo menos 600 cervejarias, o que integra grandes e micro cervejarias a todo vapor, com uma produção anual de pelo menos 7 mil diferentes tipos de cervejas. Imagina que loucura de mercado.

O crescimento acelerado diz muito, talvez seja um excelente momento para colocar aquele velho sonho em dia. Mas nem tudo são flores, nosso consumo de cervejas artesanais segue em crescimento contínuo, contudo, o consumo de cerveja artesanal ainda é relativamente pequeno se comparado aos grandes produtores. Que venham mais loiras, morenas e ruivas encorpadas.

Veja esse vídeo do Sebrae sobre  o Mercado De Cervejas no Brasil:

> CLIQUE AQUI PARA FAZER O TREINAMENTO DE CERVEJA ARTESANAL

tags abordadas: como fazer cerveja artesanal passo a passo, como fabricar cerveja artesanal, programa eu cervejeiro, como fazer cerveja em casa, curso de cerveja artesanal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *